Notícias

Comandante do Exército não quer política em quartéis

General vê Forças Armadas enfraquecidas

13 de novembro de 2020

Valter Campanato / Agência Brasil

O comandante do Exército, general Edson Leal Pujol (foto), disse na última quinta-feira (12), em live do IREE (Instituto para Reforma das Relações entre Estado e Empresa), que os militares não querem fazer parte da política, tampouco que a política entre nos quartéis.

“Não queremos fazer parte da política governamental ou política do Congresso Nacional e muito menos que a política entre em nossos quartéis”, disse Pujol.

O militar afirmou ainda, que o Brasil não tem recursos suficientes para garantir a soberania do país. “As nossas Forças Armadas, no nosso Exército Brasileiro, na minha visão proporcional, são uma das menores do mundo em relação com o tamanho do nosso território e a nossa população. E nós somos muito aquém do que o Brasil precisa de ter Forças Armadas a sua altura para cumprir as missões constitucionais”, disse.

A live contou com a mediação do ex-ministro da defesa do governo de Michel Temer, Raul Jungmann, e do general da reserva Sérgio Etchegoyen, ex-chefe do gabinete de segurança institucional também no governo Temer.

Notícias Relacionadas

Notícias

Toffoli buscou harmonia entre os três Poderes, avalia advogada

Especialista elogia administração, mas diz que Corte se expôs a pressões políticas

Notícias

Receita amplia monitoramento sobre maiores contribuintes

Advogados apontam inconsistências em nova portaria

Send this to a friend