Notícias

Bancas seguem em home office e estudam modelo híbrido

Segundo escritórios consultados, a situação é acompanhada com precaução

19 de julho de 2021

Cerca de 33 milhões de brasileiros estavam totalmente imunizados contra a Covid-19 até a última quinta-feria (15/7). Isso corresponde a 15,3% da população. Outros 87 milhões haviam recebido apenas a primeira dose — ou 41% dos brasileiros. Segundo levantamento da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e da Universidade de São Paulo (USP), mais 207 milhões de doses precisam ser aplicadas para que se atinja a imunização de toda a população.

À medida que essa meta se aproxima — principalmente se for considerada a antecipação do calendário de vacinação em alguns lugares do país —, a volta à “normalidade” — ou a reversão do que há algum tempo vem sendo chamado de “novo normal” — se aproxima do horizonte, acompanhada da revogação de restrições sanitárias impostas pelas autoridades. Assim, os setores econômicos que repentinamente tiveram que alterar a forma como operavam — como é o caso dos escritórios de advocacia — já podem se preparar para o pós-epidemia.

Segundo bancas consultadas pela ConJur, a situação é acompanhada com precaução. A maioria delas ainda continua no regime de home office e aguarda novas informações para definir como será a operação até o fim deste ano. Para muitas, a adoção de um modelo híbrido entre trabalho presencial e remoto está em consideração.

Confira as informações recebidas:

Nelson Wilians — O escritório aguarda a evolução da campanha de vacinação e a reabertura gradual do comércio para divulgar o plano de retomada. O regime de home office já era adotado antes da epidemia. Por ora, a operação presencial nos escritórios ocorre de forma pontual, tendo sido estabelecido protocolo de convivência, higiene e distanciamento.

Leite, Tosto e Barros — A sociedade anunciou a retomada das atividades presenciais. O escritório aproveitou a interrupção provocada pelo isolamento para reconstruir o escritório, com divisão de espaços dentro dos protocolos referentes ao controle da epidemia de Covid-19. A banca conta com mais de 200 colaboradores. Parte da equipe continuará trabalhando de casa.

Fragata e Antunes Advogados — Andressa Barros, CEO do escritório, afirma que 98% de seus profissionais estão em home office, com exceção de pessoas específicas, por questões pontuais, que usam as instalações para reuniões com clientes, com restrições de quantidade e tomando os devidos cuidados.

Notícias Relacionadas

Notícias

Sistema atual de votação é eficaz e seguro, diz advogado

Presidente voltou a defender voto impresso ao falar dos EUA

Notícias

Empresa consegue anular sentença por não poder juntar documentos

Shopping havia sido condenado a pagar horas extras a um empregado

Send this to a friend