Notícias

Queda no preço de barril de petróleo preocupa Rio

Advogado lembra que alta do dólar compensa apenas parcialmente queda do preço do barril

16 de março de 2020

A queda no preço do barril do petróleo preocupa o mundo e, em especial, o Rio de Janeiro. No Estado, a economia ainda é muito dependente da commodity e tem na previsão orçamentária o preço do barril a US$ 60.  No último dia 9, o preço do barril chegou a US$ 35 por conta do coronavírus, da redução da demanda pelo petróleo e da tensão entre Rússia e Arábia Saudita.

Grande parte dos royalties custeia as pensões e aposentadorias pagas pelo Rioprevidência.

O estado criou na semana passada um grupo de trabalho liderado pelo governador, Wilson Witzel, seu secretariado e o Rioprevidência. O vice-governador, Cláudio Castro, que também integra o grupo, explicou que o governo estuda planos para contingenciamento de despesas por um período entre 30 e 60 dias e que os salários estão garantidos.

Ao jornal Extra, o advogado especialista em royalties Rodrigo Meyer Bornholdt, do Bornholdt Advogados, lembrou que outra variável importante que impacta nos royalties é o volume do petróleo produzido.

“A alta do dólar compensa parcialmente a queda do preço do barril do petróleo. Porém, com a redução das atividades por conta do Covid-19, o volume também deve decrescer”, explica.

Notícias Relacionadas

Notícias

OAB discute reflexos da pandemia nos setores rodoviário e ferroviário

Presidente da Comissão Especial de Infraestrutura, Marcos Meira, será um dos palestrantes

Notícias

Lusa tenta ganhar fôlego em ações trabalhistas

Objetivo é negociar, por meio de uma única ação coletiva, todos os processos

Send this to a friend