Notícias

LGPD já traz benefícios, diz advogado

Em vigor desde setembro, legislação busca maior segurança digital

4 de novembro de 2020

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor no dia 18 de setembro. Para o advogado Sergio Vieira, sócio diretor da Nelson Wilians Advogados Associados, apesar de recente, a legislação já trouxe avanços em termos de segurança digital neste primeiro mês. “A LGPD permite que o usuário saiba onde está navegando e que possa escolher compartilhar ou não suas informações”, afirma.

Vieira diz que sempre recomendou o cuidado com os dados, mas a diferença é que agora há uma lei que prevê punição para portais que desrespeitarem.

“Os prestadores de serviços têm a obrigação de guardar e manter em sigilo nossas informações da mesma forma que devemos ter cautela ao repassá-las”, opina.

O advogado explica ainda que que é preciso pesquisar se um determinado site é confiável, se não há páginas criadas por criminosos se passando por instituições sérias apenas para roubar dados, entre eles, informações bancárias. “Sempre que nossos dados forem usados de forma indevida, quem o fez é obrigado a ressarcir a pessoa pelos prejuízos causados. Por outro lado, se o usuário oferece suas informações por conta e risco é como se entregasse o cartão e a senha nas mãos de um desconhecido. A pessoa fica fragilizada”, afirma.

A dica é pesquisar sempre, segundo o advogado. “Procure em sites de buscas, leia sites que listem endereços perigosos, bem como deve sempre evitar clicar em qualquer link enviado por mensagens e emails. Assim como recebemos em nossa casa apenas quem conhecemos, ao receber qualquer mensagem de remetente desconhecido devemos ignorar e não clicar em nada. Cheque sempre a origem das mensagens e dos sites”, alerta.

 

Notícias Relacionadas

Notícias

Auxílio financeiro demora para chegar ao setor cultural

Lei Aldir Blanc foi aprovada no início de junho

Notícias

Bancos devem ser claros na renegociação de dívidas

Diferença entre prorrogação e renegociação deve ser mais explícita, diz Justiça

Send this to a friend