Notícias

Justiça deve ser última opção entre proprietário e inquilino

Dificuldades para pagamento de aluguel crescem com queda de rendimento

13 de abril de 2020

Com a pandemia do coronavírus, muitos profissionais viram seus rendimentos caírem e apresentam dificuldades para pagar o aluguel de suas residências. Advogados ouvidos pela ConJur recomendam que proprietários e inquilinos busquem entrar em consenso, deixando a ida à Justiça como última opção.

Aprovado pelo Senado, o Projeto de Lei 1.179/2020, que suspende temporariamente regras do Direito Privado enquanto durar a epidemia do coronavírus no Brasil, proíbe, até 31 de dezembro de 2020, liminar de despejo em ações ajuizadas a partir de 20 de março, data estabelecida como marco inicial da pandemia no país.

Caso o locatário esteja com dificuldades de pagar a mensalidade, a melhor opção é buscar alternativas com o locador, como descontos progressivos e isenções temporárias, afirma Rodrigo Ferrari Iaquinta, sócio coordenador do Departamento de Direito Imobiliário do BNZ Advogados.

Ele diz ser importante que os locatários apresentem documentos que comprovam suas dificuldades financeiras, como comprovantes de redução de renda e carta de demissão.

Philippe Boutaud-Sanz, sócio do Chenut Oliveira Santiago Advogados, recomenda que a negociação entre locador e locatário seja formalizada. O ideal seria firmar um termo aditivo ao contrato de locação. Devido à necessidade de isolamento social, tem sido difícil efetuar essa medida — ainda que alguns venham compartilhando PDFs assinados. Assim, trocas de e-mails têm sido usadas para comprovar os acordos, relata.

Se locador e locatário não chegarem a um acordo, este pode ir à Justiça e pedir a suspensão ou redução do aluguel, destaca Renato Almada, sócio do Chiarottino e Nicoletti Advogados. Na petição inicial, o inquilino precisa demonstrar que, em razão da pandemia, teve uma redução de seus ganhos financeiros. E que isso gera um desequilíbrio no contrato de locação e o impedimento de arcar momentaneamente com o valor anteriormente ajustado.

 

Notícias Relacionadas

Notícias

Bolsonaro pode ser acusado de crime de responsabilidade

Presidente compartilhou vídeo em apoio a protestos

Notícias

Empresas em recuperação judicial conseguem impedir corte de energia

Agravamento das dificuldades financeiras precisa ser comprovado

Send this to a friend