Notícias

Anvisa mantém veto a doação de sangue por homens gays

Há mais de um mês, STF considerou regra inconstitucional

8 de junho de 2020

Homens gays seguem impedidos de doar sangue mesmo após o Supremo Tribunal Federal ter declarado inconstitucional a regra. Segundo o Estadão, um ofício, enviado em 14 de maio pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), reproduzido no portal do órgão e reforçado pelo Ministério da Saúde, orienta todos os laboratórios a não cumprirem a decisão até a “conclusão total” do caso, cujo acórdão ainda não foi publicado.

Integrantes do STF ouvidos reservadamente pela reportagem, entretanto, afirmam que a decisão já é válida desde a publicação da ata do julgamento, em 22 de maio, conforme a jurisprudência da Corte.

“De acordo com a Constituição, os órgãos teriam um mês a partir da data de entrega do ofício para implementar as medidas necessárias e regulamentar a norma. Mas como essa medida não dependeria do Legislativo ou do Executivo, não haveria justificativa para a extensão desse prazo para implementar uma decisão do Judiciário”, diz Hannetie Sato, especialista em Direito Cível e coordenadora do Comitê de Diversidade do Peixoto & Cury Advogados.

Ainda segundo a advogada, a pandemia do novo coronavírus seria um agravante para a decisão. “Há esse ponto da própria dignidade humana. A Anvisa permanece inerte, deixando de regulamentar essa questão e estabelecer uma norma mesmo com os bancos de sangue necessitando de doações”, observa.

Para Hannetie, a situação ainda é passível de outra ação direta de inconstitucionalidade, agora por omissão. “Sem falar na responsabilização. Isso porque a Anvisa tem ciência inequívoca da decisão dizendo que a norma é inconstitucional.”

 

Foto: Divulgação

Notícias Relacionadas

Notícias

Falta de legislação trabalhista deixa entregadores vulneráveis

Para advogada, não há como comprovar vínculo empregatício

Notícias

Crivella só deixa disputa se candidatura for impugnada

Condenação pelo TRE-RJ não inviabiliza campanha, diz advogado

Send this to a friend